Você se considera uma pessoa corajosa?

Vivemos hoje em uma sociedade competitiva, na qual precisamos quase sempre tomar a frente de situações nem sempre fáceis. Em muitos casos precisamos de coragem. E de onde você tira força para seguir adiante? Para quem acredita em Deus, esse certamente é um caminho seguro. Também precisamos da força de nossos familiares e amigos, pessoas que se importam com você de verdade.

Todos nós temos objetivos que queremos alcançar, porém somente as pessoas corajosas irão vencer. A história se encontra no livro dos Juízes, nos capítulos de 6 a 8, e está colocada nos tópicos a seguir, para que você entenda o que quero dizer sobre coragem.

ü  O povo estava debaixo da opressão midianita há 7 anos.

ü  O exército inimigo tinha 135.000 homens.

ü  Quando o povo clama, o Anjo do Senhor (Teofania – Jesus) aparece a Gideão, a pessoa menos provável para ser o libertador, e o escolhe.

ü  Gideão faz 3 provas com o Senhor (holocausto, 2 x lã).

ü  Gideão quebra os postes-ídolo de baal.

ü  Gideão convoca o povo para a guerra.

ü  Aparecem 32.000 homens.

ü  22.000 eram covardes e foram dispensados.

ü  Dos 10.000, Deus seleciona 300.

ü  Deus dá uma quarta prova a Gideão (sonho do midianita).

ü  Confusão no arraial depois da quebra das cabaças e do toque das trombetas.

ü  Morrem 120.000 midianitas.

ü  Sobram 15.000, que fogem.

ü  Gideão chega às cidades de Sucote e Penuel, mas não recebe ajuda.

ü  Depois da vitória completa contra os 15.000 que restaram, Gideão volta e castiga as duas cidades.

ü  Tentam fazer Gideão rei e ele não aceita. 

 A questão é: você quer ser como os 300 que, contra 135.000, acreditaram ser possível vencer e venceram; ou quer continuar adiando seus projetos e ficar se escondendo atrás do medo e da falta de fé em quem você acredita? Nossa vida na terra é limitada, por isso não adie seus sonhos, não se faça de coitadinho. Vista o manto da coragem e passe por cima das dificuldades. Você merece isso e muito mais!!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *